O Provedor

PROVEDOR
FERNANDO RODRIGUES – UM LONGO PERCURSO DE INTERVENÇÃO SOCIAL E DE CIDADANIA

      Fernando Rodrigues assumiu funções como Provedor em março de 2016 e foi reeleito em 2019. Natural de Montalegre, onde nasceu, em 1953, tem um longo percurso de intervenção social e de cidadania. Com o curso de Formação de Professores pela Universidade do Minho, exerceu funções docentes no Liceu Sá de Miranda e na Escola Francisco Sanches em Braga e foi Presidente do Conselho Diretivo da Escola Preparatória e Secundária de Montalegre. Fernando Rodrigues foi desenvolvendo uma intensa atividade social local, onde se destaca o desempenho das seguintes funções: diretor desportivo do Centro Desportivo e Cultural de Montalegre; presidente da AMAT; (Associação de Municípios do Alto Tâmega); presidente da ADRAT (Associação de Desenvolvimento do Alto Tâmega) e administrador da EHATB, energias renováveis. Foi ainda responsável pela implementação da Rádio Montalegre na sede do concelho, par além de ter várias colaborações com a imprensa local e regional, juntamente com diversas participações em fóruns regionais, nacionais e internacionais sobre Desenvolvimento Local. Foi presidente da Assembleia Geral do Ecomuseu de Barroso e vice-presidente da ANIMAR (Rede Nacional para o Desenvolvimento Local) e participou no Conselho Regional da CCDRN (Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte).

      Fernando Rodrigues é ainda autor da obra “Barrosões” e da resenha da sua ação na Câmara Municipal “Montalegre 20 anos”. Foi ativista político, já antes do 25 de Abril. Posteriormente desempenhou funções como: membro da Assembleia Municipal na oposição; vereador na Câmara Municipal de Montalegre durante 8 anos com o cargo de vice-presidente; presidente da Federação Distrital do Partido Socialista; presidente da Comissão Política Concelhia e membro da Comissão Nacional do PS. Foi presidente da Câmara de Montalegre durante 16 anos e membro do Conselho Geral da AMNP (Associação Nacional do Municípios Portugueses).

Durante o seu consulado à frente do Município, criou iniciativas de promoção e culturais de impacto mediático nacional que trouxeram grande prestígio para Montalegre. Levou a cabo grandes investimentos de modernização e qualificação na vila e nas aldeias, ao mesmo tempo que criou o lema “contas certas”.
Importa evidenciar ainda a ligação do atual Provedor às causas sociais, ao longo das décadas, e o seu reconhecimento do prestígio e da ação da igreja católica no concelho. No período que presidiu à Câmara de Montalegre, Fernando Rodrigues participou e apoiou em diversas iniciativas de caráter sociocultural onde foram homenageadas diversas figuras religiosas com destaque para o Padre Domingos Barroso, o Padre Fontes, atribuindo o seu nome ao Ecomuseu de Barroso-Espaço padre Fontes, o Monsenhor João Costa e o Monsenhor Minhava. Incluiu na toponímia da vila nomes como: Padre José Alves, Frei Bartolomeu do Mártires, Padre Manuel Batista, D. Pedro Pitões, Frei Gonçalo Coelho, D. Joaquim da Boa- Morte.
Ainda nesta área, e em termos patrimoniais, Fernando Rodrigues, com Presidente de Câmara, foi impulsionador de iniciativas. Num vasto leque de apoios, salientam-se a remodelação do adro da Igreja do Castelo e o apoio na pintura e enriquecimento do teto e altares, a construção do jardim e do adro da Igreja Nova de Montalegre, o apoio na construção da residência e salão paroquial de Montalegre e o parque de lazer do Senhor da Piedade.

O Provedor, enquanto autarca, incentivou ainda a grande requalificação do riquíssimo património religioso do concelho que permitiu as obras de restauro e beneficiação de quase todas as igrejas do concelho, para além da construção de outras. Antes de chegar ao cargo que hoje ocupa, e enquanto Presidente da Câmara, Fernando Rodrigues deu o aval e total apoio à obra da Unidade de Cuidados Continuados de Montalegre que criou 43 postos de trabalho. Por último, e de forma a permitir uma visão mais completa do trabalho de Fernando Rodrigues em Montalegre, o Provedor é corresponsável por toda a obra social que há no concelho de Montalegre, uma vez que a grande maioria das instituições, paroquiais ou de outro carácter iniciaram o seu funcionamento incentivadas e com apoio da Câmara. Montalegre é um concelho com a área da Ilha da Madeira, com localidades a distarem muitos quilómetros umas das outras, e era necessário levar o serviço social a todo o lado. Daí o auxílio a vários projetos da Misericórdia, o financiamento total da obra do Lar de Cabril, do lar de Salto e o apoio ao Centro Paroquial de Vila da Ponte, Centro Paroquial de Vilar de Perdizes, Associação do Campo, de Cervos e Associação Cultural e Social de Paredes do Rio.

No reconhecimento do seu trabalho autárquico, foi-lhe atribuída pelo então Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, a Comenda da Ordem de Mérito.

Nos dias de hoje, o Provedor é ainda presidente da Assembleia Municipal de Montalegre. Paralelamente tem lugar nos órgãos sociais dos Bombeiros Voluntários de Montalegre, integra o Conselho de Curadores da Cruz Vermelha e preside à CERCIMONT (Cooperativa de Educação,
Reabilitação, Capacitação e Inclusão de Montalegre). Integra também o Secretariado Regional da União das Misericórdias Portuguesas.

Montalegre, janeiro de 2020

Com base no artigo da Revista Business Portugal