DIA MUNDIAL DA HIGIENE NAS MÃOS

Foi criado pela Organização Mundial da Saúde e pretende chamar à atenção para a importância da higienização das mãos. É evocado dia 5 de maio, e neste âmbito, os residentes no Lar S. José receberam uma ação de sensibilização.

«O simples e rápido ato de lavar as mãos, impede em 40% a incidência de infeções tais como a diarreia, gripe, erupções e doenças de pele, dores de garganta, infeções no ouvido e estômago. Muitos fungos e germes acumulam-se nas mãos e são facilmente transmitidos a outras pessoas.» Disse, hoje, Carmo Soqueiro, da Unidade de Cuidados na Comunidade do Centro de Saúde de Montalegre, aos utentes do Lar S. José.

Além de prevenir e atenuar as infeções, o hábito de lavar as mãos, fomenta a segurança de pacientes, profissionais e de todas as pessoas com as quais se convive no dia-a-dia. Foi apenas no século XIX que se concluiu que a lavagem das mãos por parte dos médicos evitava mortes e contágios.

Foto de Santa Casa da Misericórdia de Montalegre.
Foto de Santa Casa da Misericórdia de Montalegre.
Foto de Santa Casa da Misericórdia de Montalegre.
Foto de Santa Casa da Misericórdia de Montalegre.